Projetos em turismo sustentável no MS participam de evento internacional

POSTADO EM.: 13 de setembro de 2020 ...

Duas iniciativas que promovem o desenvolvimento sustentável da região turística ‘Costa Leste-Vale do Aporé’ fez com que os organizadores inscrevessem seus projetos no Desafio Changemakers – iniciativa da Ashoka, organização sem fins lucrativos considerada a 5ª ONG de maior impacto social no mundo e que tem como uma das áreas de atuação o empreendedorismo social.

Intitulado “Trilhando a Transformação: Desafio de Inovações em Turismo Sustentável”, a competição é voltada especialmente para quem, diante da atual conjuntura do setor devido à pandemia, está construindo outros arranjos para o turismo.

Um dos projetos inscritos é o ” Torneio de Pesca Esportiva de Três Lagoas” , que acontece há 10 anos na região. A APETL (Associação de Pesca Esportiva de Três Lagoas) é a responsável pelo torneio, que visa desenvolver o turismo da pesca esportiva, o pesque e solte, a preservação ambiental e a integração com a comunidade.

O outro projeto de Três Lagoas inscrito na competição é o “Reabertura da Tribo Sucuriú”. A Tribo do Sucuriú, um espaço de convívio entre ribeirinhos, proprietários de rancho e turistas que operou a recepção de turistas entre os anos de 2000 e 2006, teve as atividades interrompidas em 2007. Mas em 2014 foi iniciado o Projeto de Reabertura da Tribo do Sucuriú, com o posicionamento de ser um empreendimento inovador, cuja visitação pudesse proporcionar a interpretação ambiental e experiências culturais marcantes.

Segundo um dos idealizadores do projeto, Idevaldo Garcia, a ideia é transformar as “Praias do Sucuriú”, localizadas na Área de Preservação Permanente (APP) do Lago de Jupiá, região da Usina de Jupiá, em um novo destino de turismo de Mato Grosso do Sul, contemplando todos os pilares do Turismo Sustentável.

O diretor-presidente da Fundação de Turismo de MS, Bruno Wendling, revela que ambas são iniciativas que visam o desenvolvimento da região, tanto em termos ambientais quanto da comunidade local. “ Estou muito feliz do MS ter dois projetos inscritos nessa competição. Como fonte de renda, a pesca esportiva em Três Lagoas já vem crescendo muito e é importante a preocupação dos organizadores nesse envolvimento da comunidade no torneio. E é louvável o resgate do projeto ‘Tribos do Sucuriú’, que envolve a toda a região de Três Lagoas no atrativo com produção de artesanato, produção associada e preservação ambiental. Estou muito feliz e na torcida para que ambos tenham sucesso”.

Desafio Changemakers

Até o dia 18 de setembro acontecem as primeiras avaliações dos projetos inscritos, que levarão em consideração o impacto social da iniciativa, a inovação dentro do turismo sustentável, o planejamento financeiro e operacional, a replicabilidade e crescimento da iniciativa, estratégias que potencializem as pessoas como agentes de transformação social e as evidências de inclusão que atendam gênero, acessibilidade, classe, etnia, raça e diversidade intergeracional. A divulgação dos finalistas será no dia 26 de outubro e o anúncio dos vencedores no dia 27 de novembro de 2020. Mais informações: www.network.changemakers.com