Agehab sorteia 128 apartamentos em Nova Andradina

POSTADO EM.: 10 de dezembro de 2020 ...

Diante da nova realidade imposta pelo coronavírus, a Agehab (Agência de Habitação Popular de Mato Grosso do Sul) e a Prefeitura Municipal de Nova Andradina realizaram, na quarta-feira (09), o sorteio de 128 unidades habitacionais do município, utilizando as redes sociais oficiais das instituições, em tempo real, de modo seguro e transparente.

Na abertura, o prefeito municipal, Gilberto Garcia, agradeceu a parceria com o Governo do Estado. “Hoje é um grande dia, considerando que 128 famílias do nosso município terão um Natal especial. Vamos trabalhar com a meta de construir mais 1.000 casas nos próximos quatro anos”.

A diretora-presidente da Agehab, Maria do Carmo Avesani Lopez, destacou que a obra atende a necessidade das famílias do município.

A secretária escolar, Sandrini Demarchi Santana, ficou sabendo que foi sorteada porque sua cunhada a marcou na rede social, durante a transmissão ao vivo. Ela vive de favor em uma edícula dentro do mesmo terreno que os sogros e ficou muito feliz com a conquista. “Eu sempre tentei, mas nunca saiu. Agora que eu vi um vídeo. Meu marido ainda não sabe porque está em serviço. A documentação já tenho toda separada”.

Sobre o evento online, Maria do Carmo salientou: “É uma seleção transparente. O sistema é auditável. Agora a família sorteada deve apresentar a documentação, caso isso não ocorra, é chamada a família que está na lista de reserva”.

Ao todo, 2.242 famílias estavam habilitadas. Dos sorteados, sete famílias eram de idosos, treze de famílias de que façam parte pessoa(s) com deficiência e as demais para os grupos 1, 2 e 3, conforme critérios estabelecidos em lei, além das seis unidades referentes ao atendimento obrigatório para crianças com microcefalia. A previsão é de que a entrega ocorra ainda no primeiro semestre deste ano.

De acordo com decreto municipal, o período de inscrição encerrou dia 16 de maio de 2019. Já a relação de candidatos habilitados para o sorteio foi publicada em Diário Oficial no dia 26 de março de 2020. O sorteio seguiu as regras da Portaria Nº 163, do Programa Casa Verde e Amarela.Após o sorteio, as famílias selecionadas devem apresentar documentação para comprovação dos critérios atendidos na Agência Municipal de Habitação.

Cotas – Das 128 unidades habitacionais, 5% serão destinadas aos idosos e 10% às pessoas com deficiência, além do atendimento obrigatório para crianças com microcefalia. As demais unidades serão distribuídas para sorteio entre as famílias residentes em áreas de risco ou insalubres ou que tenham sido desabrigadas; famílias com mulheres responsáveis pela unidade familiar; e famílias de que façam parte pessoa(s) com deficiência, conforme critérios nacionais; famílias com filho em idade inferior a 18 anos; famílias monoparentais (constituída somente pela mãe, somente pelo pai ou somente por um responsável legal por crianças e adolescentes); e famílias de que faça parte pessoa com doença crônica e incapacitante para o trabalho, conforme critérios municipais.